Ciudad del Este

CDE. Suspeitos de assalto são identificados por DNA em papel higiênico

No QG dos criminosos foram recolhidos diversos objetos, mas somente o papel higiênico usado possibilitou a identificação dos suspeitos.

Sete suspeitos de cometer o assalto milionário em Cidade del Este, no Paraguai, foram identificados pelo papel higiênico sujo. Isso mesmo, o DNA dos suspeitos foram recolhidos do papel usado. O caso aconteceu em abril de 2017.

Uma semana depois do crime, a Polícia Federal (PF) de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, foi até o país vizinho ajudar nas investigações. Durante as diligências, os agentes encontraram o QG da quadrilha, que era formada por 60 pessoas, e no local foram recolhidos bitucas de cigarro, garrafas de água e o papel higiênico usado.

O material foi encaminhado para Brasília, onde o teste foi realizado. Dentre todos os objetos recolhidos, o único que possibilitou a identificação dos sete suspeitos foi o papel sujo.

Segundo a Polícia Civil, todos eles são integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC) e o nome dos suspeitos não será divulgado, para não comprometer as investigações.

Assalto

O assalto milionário foi realizado em uma transportadora de valores e deixou um rastro de destruição na cidade. Na ação, um agente do Grupo Especial de Operações (GEO) da Polícia Nacional do Paraguai morreu e quatro pessoas ficaram feridas. Foram levados da transportadora cerca de US$ 40 milhões, o equivalente a R$ 125 milhões.

Comentarios

Más popular

Arriba