Conectate con nosotros

CDE News

Físicos tentam comprovar existência de quinta dimensão

Publicado

en

“Qual é a 5ª dimensão? Eu sei que a primeira é a altura, a segunda é a largura, a terceira é a profundidade e a quarta, o tempo. Mas ninguém parece saber o que é a quinta!”.

Essa foi a pergunta que Lena Komaier-Peeters, uma menina de 12 anos, enviou para os investigadores da BBC, o geneticista Adam Rutherford e a matemática Hannah Fry, da série Os Casos Curiosos de Rutherford e Fry. Eles foram a Genebra, na Suíça, para responder essa questão.

Lá, eles visitaram o lugar onde se realiza aquele que é provavelmente o mais incrível experimento com tempo e espaço, o CERN (Centro Europeu de Pesquisa Nuclear), e pediram ajuda à física de partículas Rakhi Mahbubani nessa tarefa.

“Imagine um canal estreito e comprido, com barcos de diferentes tamanhos navegando nele. Se você tem um navio de cruzeiro enorme que ocupa quase toda a largura, você só pode se mover ao longo do canal, você não tem a possibilidade de se mover dos lados, na largura, então a partir da perspectiva daquele cruzeiro o canal tem apenas uma dimensão”, diz Mahbubani.

“Se o que você tem é um veleiro, você pode ziguezaguear. Do ponto de vista do veleiro, o canal tem duas dimensões. Já se você viajar em um submarino, você experimentaria tanto o comprimento quanto a largura e também a profundidade. A partir dessa perspectiva, o mesmo canal tem três dimensões.”

Por que cientistas insistem que existem outras dimensões?
“Uma razão muito convincente é que realmente não entendemos por que a força da gravidade é muito mais fraca do que as outras forças fundamentais que experimentamos. Se eu te der um ímã de geladeira e uma chave qualquer, o ímã levantará a chave com muita facilidade. A força magnética desse pequeno ímã supera a força da gravidade da Terra, que é enorme, que puxa a chave na direção oposta”, diz a física Mahbubani.
É verdade, mas por que isso implica que existem outras dimensões?

“A hipótese é que a gravidade, assim como o submarino no canal, pode experimentar dimensões adicionais, enquanto nós não temos essa capacidade. E ela se dissipa nessas outras dimensões e é por isso que sentimos que ela é muito fraca.”

Então, a força da gravidade seria diluída.

Um conceito com uma longa quarta dimensão
O conceito de dimensões adicionais pode parecer futurista, mas essa ideia existe há muito tempo. Se tornou popular no mundo da matemática quando o alemão Bernhardt Riemann demonstrou em 1854 que poderia haver mais de três dimensões na geometria.

Mais tarde, no mesmo século, o matemático britânico Charles Howard Hinton, um fanático por ficção científica, projetou um hipercubo de quatro dimensões chamado tesserato.

Um tesserato é um análogo de 4 dimensões de um cubo, assim como um cubo é um análogo tridimensional de um quadrado.
Junto com a ciência veio a arte, e o conceito de dimensões adicionais apareceu em obras de Oscar Wilde, Marcel Proust e HG Wells (e o tesserato ganha papel de destaque nos quadrinhos da Marvel). Ele também inspirou artistas cubistas como Picasso, que tentou representar mais dimensões em suas pinturas.

No entanto, até agora, ninguém foi capaz de provar que essas dimensões realmente existem.

Este é o trabalho que os físicos agora tentam fazer no CERN, E, para testar teorias, é preciso experimentos.

Como descobrir a misteriosa quinta dimensão
Primeiro, você precisa de um objeto enorme para encontrar as menores partículas fundamentais do Universo.

O que está em uso no CERN é chamado Grande Colisor de Hádrons ou LHC (na sigla em inglês), um acelerador próton-próton de 27 km de circunferência. Com essa máquina, os feixes de partículas são disparados quase à velocidade da luz, de modo que, quando dois prótons colidem, eles criam todos os tipos de outras partículas.

Se as teorias atuais estiverem corretas, há a pequena probabilidade de que uma das partículas subatômicas nessa colisão seja a que foi batizada de gráviton.

A física quântica nos diz que cada força tem uma partícula relacionada que a transporta. Por exemplo, a luz é transportada por fótons. Então, a gravidade deveria teoricamente ser transportada por grávitons, só que a gente nunca os observou.

Mas eles podem ser a chave para desvendar dimensões ocultas.

É por isso que os cientistas do CERN não pararam de procurá-los durante 14 anos.

O Grande Colisor de Hádrons é um acelerador de prótons usado na busca por minipartículas fundamentais do Universo
E eles não perdem a esperança.

Mesmo assim, há outros físicos teóricos que não são tão otimistas, como Sean Carroll, do Caltech, o Instituto de Tecnologia da Califórnia.

“Temos certeza de que os grávitons existem, o que não temos certeza é que eles podem ser descobertos com o Grande Colisor de Hádrons. Na verdade, é o oposto: você tem que ser muito, muito, muito sortudo por poder encontrar grávitons nessa máquina”, diz Carroll. “Existem teorias e estamos testando-as, mas se os grávitons estivessem lá, poderíamos tê-los visto facilmente e não os vimos, então as probabilidades são mínimas.”

Mesmo assim, ele opina, vale a pena continuar a procurar por essas outras dimensões, porque se elas forem encontradas, “tudo o que pensarmos sobre as leis fundamentais da natureza mudará: seria uma descoberta transcendental”.

“Se nós não as vemos, isso não significa que elas não estão lá, mas que nossos experimentos ainda não são bons o suficiente. Se continuarmos tentando, vamos achar algum dia.”

E se algum chegarmos à conclusão que essas dimensões realmente existem? Como elas seriam?

Dimensões escondidas
Segundo o físico Carroll, elas existem e estão em todas as partes.

“Você precisa entrar na mentalidade dos físicos para entender a que eles se referem quando falam a palavra ‘dimensão’. Nós tendemos a acreditar que uma outra dimensão é um lugar aonde você vai e é possuído por criaturas estranhas”, fala.

“E uma dimensão é simplesmente uma direção no espaço. Neste momento, nós conhecemos três, que poderíamos chamar de ‘para cima-para baixo’, ‘para a esquerda e para a direita’ e ”para a frente e para trás’.

Segundo ele, não faz sentido algum dizer “Onde está a dimensão para cima-para baixo?”, porque ela “está em todo o lugar”, assim como as outras.

“O que sabemos com certeza é que elas estão escondidas de alguma forma, então podem ser muito, muito, muito pequenas, tanto que nunca as veremos – essa é a maneira mais fácil de se esconderem”, afirma.

Ou há outras duas possibilidades. “Uma é que são meio pequenas, com um milímetro ou um décimo de milímetro. E a outra é que as dimensões são infinitamente grandes, mas não podemos alcançá-las porque estamos presos em um subespaço da dimensão inferior do Universo.”

Direito de imagemSCIENCE PHOTO LIBRARY
Image caption
As chamadas branas seriam membranas que mantêm nosso Universo com suas 4 dimenões em um espaço multidimensional
Carroll explica que isso é algo que os físicos chamam de Teoria de Branas (ou das Cordas). É uma maneira estranha de dizer membranas, como aquelas que limitam nosso Universo de quatro dimensões dentro de um espaço de dimensionalidade superior chamado ‘bulk’.

“Se isso for verdade, pode haver múltiplas branas, múltiplos subespaços de bi, tri, tetra e penta dimensionais paralelos. Nesse sentido, poderia haver mundos paralelos incorporados nessas outras dimensões”, diz ele.

Algo que parece ser verdade, afinal, é que os físicos provaram sem dúvida a existência de uma dimensão maravilhosa: a da imaginação, o ponto de partida de tantas grandes descobertas.
Fonte: BBC Brasil

PUBLICIDADE.
NUEVA EMPRESA DEL GRUPO CAPITANBADO.COM
GLOBAL INVEST PJC.
COMO INSTALAR SUA EMPRESA EM PEDRO JUAN CABALLERO.


Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

APP FM CAPITANBADO.

Oi pessoal to passando pra informar que nosso RADIO FM já tem o seu próprio App FM CAPITANBADO, sua radio para Android e o mais legal ele é GRATIS. E gostaria de pedir para todo os nossos internautas que instalem, comente e avalie o aplicativo para assim ir melhorando o App.- FM Capitán Bado: https://play.google.com/store/apps/details?id=com.fmcapitanbado

PUBLICIDADE.

ANUNCIE 06 MESES E PAGUE 04.
PRIMEIRO PAGAMENTO AO 60 DIAS.
Contato por mensagem de Whassap. +595 984 202944
Marketing digital para empreender na crise.

Sigue leyendo
Anuncio
Comentarios

CDE News

Mujer publicó por error su video erótico en redes

Publicado

en

BULGARIA. Hay que tener cuidado con lo que se sube en redes sociales, para muestra vale un botón, ya que una mujer por error publicó en Facebook un video erótico dedicado a su esposo, perdió a su familia luego de que el clip se hiciera viral al ser compartido por varios usuarios.

Al estar su esposo lejos por cuestiones de trabajo, la mujer decidió grabar el video erótico para enviárselo a su esposo, quien en ese momento residía en Inglaterra; sin embargo, algo salió mal y por error se fue directo a su red social.

La mujer, originaria del pueblo de Valkosel, en la ciudad de Túhovishta, al suroeste de Bulgaria, le pareció extraño que su esposo no respondiera a tan explícito video, por lo que investigó, hasta que se dio cuenta de la metida de pata, así que lo borró de su red social, pero tarde, pues el video ya había sido compartido.

Sigue leyendo

CDE News

#ÚltimoMomento Cae puente en #NuevaLondres

Publicado

en

El hecho ocurrió en la tarde de este domingo en la compañía La Novia de la ciudad de Nueva Londres, departamento del Caaguazú, donde cayó el puente.

Según informan los lugareños al medio ovetense Prensa 5 , un camión de gran porte habría cruzado el puente de madera que cayó en el lugar, el conductor del camión salió ileso del percance.

Fuente y Fotografías: Página PRENSA 5 DIGITAL.

Sigue leyendo

CDE News

En el marco de su aniversario, Encarnación presentó el Plan Estratégico Turístico

Publicado

en

llí, dijo presente el director de la Agencia Posadas Turismo, de la Municipalidad de Posadas, Ariel Kremar.

El Consejo Consultivo de Turismo de la ciudad de Encarnación, presentó eel Plan Turístico para la capital de Itapúa, para los próximos cuatro años, en medio de una puesta en escena que contó con la presencia de autoridades nacional del vecino país, empresarios e invitados especiales, como el caso del director de turismo de Posadas.

Vale resaltar que la base de este Plan fue el programa “Encarnación Más” y el plan Maestro de la Secretaría Nacional de Turismo como un trabajo en conjunto para la realización fehaciente de la misma, analizando todas las aristas (económica, social, turística, cultural, entre otros).

El plan estratégico congregó a los diferentes secretarios turísticos del departamento así también la colaboración de los prestadores de servicios del sector público y privado, alumnos de universidades, becarios que realizaron las encuentras para el mejor desarrollo de la estrategia.

El objetivo es analizar las diferentes situaciones que se vive en el mercado turístico para seguir posicionando a la ciudad Encarnación, como el destino más elegido del país.

Al termino de la reunión Kremar dialogó con PRIMERA EDICIÓN y relató: “fuimos invitados a la presentación de este Plan Estratégico para sumar a la integración de las ciudades vecinas y hermanas como los son Posadas y Encarnación, del lado paraguayo”.

Además, añadió que “es un interesante Plan que seguramente vamos a colaborar y ser parte con la vecina orilla as futuro. Además ya comenzamos a vivir lo que serán las celebraciones por los 404 años de Encarnación que se celebrarán la semana que viene”.

Sigue leyendo

Más popular