Conectate con nosotros

O dólar comercial encerrou a terça-feira (26) em alta de 0,24%, negociado a R$ 3,86, em um dia no qual a Bolsa de Valores brasileira registrou a maior alta em duas semanas –fechando o dia a 95.306,82 pontos, ou 1,76% acima do dia anterior.

O noticiário político voltou a chamar a atenção dos investidores, preocupados principalmente com o avanço das negociações sobre a reforma da previdência. Nesta terça, o ministro Paulo Guedes (Economia) cancelou sua participação em audiência pública da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, onde debateria detalhes do texto.

A desistência foi resultado de movimentos da oposição, que prometiam fazer questionamentos sobre outros temas ou apenas realizar discursos contrários à gestão de Jair Bolsonaro. Mesmo com técnicos do ministério indo ao Congresso, a reunião acabou cancelada. Guedes será convidado a comparecer novamente à Câmara em 3 de abril e, caso desista, será convocado, o que obrigará sua presença.

O temor quanto a reforma está na impressão de que há problemas na articulação do governo com o Congresso, o que pode dificultar outras medidas econômicas aguardadas.

O Banco Central vendeu 14,5 mil contratos de swaps cambiais, equivalentes a vendas futuras de dólares, rolando até aqui US$ 10,8 bilhões de estoques que vencem em abril.

Na Bolsa, notícias sobre a possibilidade de a Natura comprar a Avon elevaram as ações da empresa brasileira em quase 10%.

Sigue leyendo
Anuncio
Comentarios

Más popular