Conectate con nosotros

Foz de Iguazú

Novas empresas se instalarão em Foz do Iguaçu

Publicado

en

A expectativa é que sejam criados 400 novos empregos no Distrito Empresarial e Industrial; Em três anos, já foram licitadas 27 novas áreas.

Seis novas empresas se instalarão em Foz do Iguaçu nos próximos meses. A abertura dos envelopes com as propostas vencedoras das áreas no Distrito Industrial e Empresarial ocorreu no último dia, 30. A assinatura dos contratos deve ocorrer nos próximos dias.

Nesta nova licitação, na modalidade maior oferta, foram arrematados seis dos sete terrenos disponibilizados pelo Município. A maioria dessas áreas estava pendente de regularização e voltou para a prefeitura. Outras foram redivididas para atender a demanda de empresas de acordo com a atividade.

A expectativa é que sejam gerados 400 novos postos de trabalho com o início das atividades dessas fábricas. As vencedoras atuam no ramo de veículos elétricos, produtos têxteis, embalagens, distribuição de alimentos frios, distribuição de produtos industrializados e importação e exportação.

“Temos empresas que vieram de outras cidades, do Paraguai, com uma extensão de planta industrial, visando o mercado nacional e da América Latina, e outras que querem ampliar as atividades e foram atraídas pelos incentivos e também pelo ambiente positivo de negócios que criamos aqui em Foz”, afirma o secretário de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, Gilmar Piolla.

“Em três anos, com alteração na legislação do distrito industrial, que aprovamos com apoio da Câmara Municipal, implantação de galerias pluviais e rede de esgoto, esta última em parceria com a Sanepar, asfaltamento de ruas e outros investimentos, além da reintegração de áreas mal utilizadas, a gestão do prefeito Chico Brasileiro já licitou e atraiu 27 novas empresas, que poderão gerar, juntas, mais de mil novos empregos”, acrescenta.

Piolla aproveitou para agradecer o atual secretário de Planejamento e Captação de Recursos, Edinardo Aguiar, pela condução dos trabalhos que resultaram na atração das novas empresas. Até poucos dias atrás, Edinardo era diretor de desenvolvimento industrial da Secretaria de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, função que foi assumida agora por Sandra de Andrade. “Nossas secretarias estão fortemente unidas trabalhando pelo desenvolvimento econômico em total sintonia com o planejamento urbano”, afirma.

Os vencedores da licitação terão o prazo de seis meses para iniciar a construção e até um ano para concluir a obra. Será oferecido 12 meses de carência para o início do pagamento, que pode ser parcelado em até 72 meses. Em dois anos, as empresas devem estar em operação total.

Outros benefícios  que as empresas que se instalam no distrito industrial recebem,  é a isenção do IPTU e taxas de expediente, propaganda e publicidade. Além da isenção do ISSQN sobre as obras de construção civil.

O não cumprimento do contrato implica em sanções, como a retomada do terreno pelo município e multas.

Crédito: Jean Carlos Oliveira

PMFI-FOZ E ASSIM

Sigue leyendo
Anuncio
Anuncio
Anuncio
Anuncio
Anuncio

Recientes

Facebook

Tendencias