Conectate con nosotros

Notas

Quatro produtos que são uma ameaça para o ambiente, e alguns à saúde

Publicado

en

No arquipélago de Palau, situado no Oceano Pacífico, foi proibido por lei o uso de protetor solar de modo a proteger os seus recifes de coral.

Contudo, este produto que faz parte do nosso cotidiano e aparentemente ‘inocente’ não é o único com consequências adversas para o planeta, conforme explica um artigo publicado pela BBC News.

Abacate

Esta fruta atualmente tão popular é prejudicial para o meio ambiente.

A organização Water Footprint Network estima que o cultivo de apenas um abacate requer cerca de 272 litros de água. O que faz com que as consequências sejam devastadoras para as regiões onde a fruta é cultivada.

A BBCconta que em 2011, uma investigação realizada pelas autoridades hídricas do Chile encontrou pelo menos 65 campos de abacate que desviavam ilegalmente rios e outras fontes de água para as suas plantações. Muitas pessoas responsabilizaram esses agricultores pela seca extrema que assolou o país.

Abacaxi

O seu cultivo massivo e intensivo está tendo um impacto profundamente negativo no ambiente.

Na Costa Rica, um dos países que mais cultiva abacaxi, milhares de hectares de florestas foram destruídos para que houvesse espaço para campos de plantação desta fruta.

Segundo a Federação de Conservação da Costa Rica, já desapareceram florestas inteiras, provocando assim danos incomportáveis e irreversíveis no meio ambiente.

Shampoo

O óleo de palma é um dos óleos vegetais mais eficientes e versáteis, porém a sua utilização em massa por todo o mundo tem igualmente resultado no abate de árvores e de florestas.

Em 2018, um relatório emitido pela organização ambientalista WWFalertou que a conversão de florestas tropicais em plantações de óleode palma libertou «grandes quantidades de dióxido de carbono, alimentando as mudanças climáticas e destruindo o habitat de espécies como o orangotango».

O óleo de palma está presente em produtos comestíveis, como o chocolate, margarina, pão e bolachas; e em produtos de higiene e beleza, como o shampoo, batom, sabão em pó, sabonete e pasta de dentes.

Sprays e purificadores de ar

Os sprays não contribuem somente para a poluição atmosférica.A má qualidade do ar nas casas, causada por produtos de limpeza, como purificadores de ar, é igualmente alarmante.

Esses produtos contêm uma substância química chamada limoneno, que costuma ser usada para conferir um aromacítrico. Substânciaessa que apresenta riscos para a saúde.

Uma experiência realizada pela BBCrevelou que quando o limoneno reage com o ozono existente no ar, produz formaldeído. A exposição regular ao formaldeído pode contribuir para aumentar a incidência de patologias como a asma ou câncer.

Sigue leyendo
Anuncio
Anuncio
Anuncio
Anuncio
Anuncio
Anuncio

Facebook

Tendencias